Tempo chuvoso – bom para plantar

floreira (2)A chuvinha mansa e fresca continuava a cair no sábado a tarde, quando retornamos do nosso passeio. Em vez de reclamar do tempo, nos enchemos de inspiração. Paramos para comprar algumas mudas, uma nova floreira e terra adubada. Em poucos minutos de trabalho prazeiroso, estávamos sorrindo ao contemplar as mudinhas plantadas. Dois pesinhos de endro, que por sinal eu andava procurando faz tempo, salsa lisa, salsa crespa, uma linda muda de manjericão e várias mudas de rúcula. A chuvinha perdurou pelo resto do sábado, domingo, segunda, e também hoje. Muitas pessoas estão reclamando do tempo, mas cada vez que olho para o quintal e para a nova floreira, fico feliz …obrigada natureza. Que bom se mais e mais pessoas pudessem cultivar alguma coisa em casa, não só pelos frutos do plantio mas pelo bem que isso faz à alma.
Louisette

Anúncios

Insalata Caprese

 

Imagem

 

Esta é, sem dúvida, a minha entrada favorita para essa época do ano!

O sol começa a se pôr e o clima aprazível pede uma combinação de cores, texturas e sabores.

O aroma revela a perfeita harmonia dos ingredientes frescos. Como que recém colhidos da natureza. Tomates maduros e carnudos, agregados ao manjericão, se dissolvem na mussarela leve e profundamente saborosa. 

Azeite de oliva de alta qualidade e um toque de sal marinho temperam essa versão celestial de Capri. 

Certamente, uma das combinações mais poderosas desse mundo.

J.

FOCACCIA DE TOMATE E ABOBRINHA

P1030217

P1030218

P1030219

P1030220

P1030222

P1030223Nossa, nao sei se é mais gostoso fazer ou comer essa focaccia…Posso afirnar que faz bem para o corpo e para a alma…faz o espírito da gente relaxar e viajar nos perfumes da cozinha…Colha um punhado de manjericao do quintal…ou compre na vendinha e coloque num vaso com água na janela… Tire a farinha e os demais ingredientes do armário…e mãos a obra…Aqui está a receita…

massa:

– 1/3 xicara de óleo
– 1 xicara de leite morno
– 1 colher (sopa) de fermento de bolinha
– 2 xícaras (e mais um pouco para amassar) de farinha de trigo
– sal
Misture o fermento com o óleo e o leite morno. Junte o trigo com o sal mistura e vá mexendo primeiro com colher de pau e depois com as mãos, dando uma leve sovada (não mais que um minuto). Vá acrescentando farinha se necessário. Deixe descansar enquanto prepara a cobertura.

cobertura:
1 cebola média picada em quadradinhos
2 dentes de alho esmagados
1 abobrinha picada em quadradinhos
sal, orégano, azeite de oliva e manjericão
Pique e refogue com cebola e alhao uma abobrinha. Deixe no fogo alto, evitando mexer, até que fique bem dourada. Tempere com sal e pimenta a gosto. Pique 4 tomates com pele e sementes e tempere com sal, oregano e azeite de oliva.

Abra a massa com as mãos diretamente em assadeira retangular grande untada com óleo (pouco). Fure a massa com garfo. Espalhe os tomates e sobre os mesmos, a abobrinha refogada. Salpique com queijo ralado, bastante manjericão e azeite de oliva. Leve ao forno quente, diminuindo depois de 5 minutos para temperatura média, por uns 15 ou 20 minutos. A massa deve ficar douradinha embaixo (levante uma ponta com espátula para ver se dourou.) Sirva quente…perfeito com uma taça de vinho…

Bon appetite!
Louisette

Molho básico de tomates

Estou muito feliz porque ontem minha irmã veio me visitar e hoje receberei um casal de amigos que me farão companhia por alguns dias. Como a gastronomia também está no coração deles, certamente inventaremos modas e virtudes na cozinha, as quais pretendo descrever aqui nos próximos dias.

Para começar, meu marido e eu pensamos numa noite de pizzas caseiras. Para isso, decidimos antecipar e preparar nosso molho básico de tomates. Somos apaixonados por métodos artesanais de se fazer comida. Modéstias a parte, treinamos esse molho há muito tempo para chegar numa receita que fosse rápida, fresca, perfumada, doce e salgada.

Que eu seja perdoada por falar isso mas, na verdade, o molho ainda é coadjuvante das nossas massas integrais de pizzas, embora reconheço que sem o brilhantismo do molho, as pizzas não seriam as mesmas.

Baseada na receita “O mais rápido molho de tomates”, do Jamie Oliver, entrego a nossa receita que eu chamo de:

Molho básico de tomates para pessoas de apetites acordados

Faz 500 ml

Ingredientes:
Óleo de oliva
4 dentes de alho descascados e fatiados finamente
folhas rasgadas de um punhado de manjericão fresco
1 kg de tomates
sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora
folha de louro

Preparo:
Encontre os tomates mais maduros que tiver.
Aqueça uma panela grande com água até a metade e deixe ferver. Vá colocando os tomates e retirando-os da água assim que as cascas começarem a descascar (menos de 5 minutos).

Em água corrente, para não se queimar, retire as peles dos tomates e coloque-os em um tigela bem grande. Importante: A tigela não vai deixar desperdiçar uma gota. Nesse momento eu os esmago, retiro a parte branca do miolo, e vou cortando até chegar na aparência de um molho.

Em uma panela larga, em fogo baixo, regue fios generosos de óleo de oliva.
Acrescente o alho, a cebola, a folha de louro e, mexendo de vez em quando, deixe dar aquela leve fritadinha, douradinha. Esse processo é chamado de sofrito, pelo Jamie Oliver.

Então acrescente os tomates direto da tijela e parte do manjericão.
Tampe a panela e cozinhe por 30 minutos.
Tempere com sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto.
Deixe ferver, depois abaixe o fogo e cozinhe por 5 minutos para concentrar os sabores. Adicione o manjericão fresco restante. Estará pronto quando apresentar a consistência ideal para ser espalhada sobre a pizza.
Desligue o fogo e deixe o molho descansar.

Coloque o molho em uma jarra limpa dentro da geladeira – ele se conservará por cerca de 1 semana. Também é bom congelá-lo em porções ou mesmo em uma fôrma de gelo, de modo que você possa descongelar exatamente a quantidade que precisa. Mas, para ser franca, é tão rápido de preparar que é melhor fazê-lo no dia em que irá usar.

– Logo mais eu apresentarei aqui as pizzas prontas e a nota dos convidados.
Julia.