Grupo de Estudos dos Saberes Femininos em Curitiba/PR

Nesta quarta-feira teremos o primeiro encontro do segundo ciclo de 13 encontros do grupo de estudos dos Saberes Femininos, no Naya Terapias Ayurvedicas em Curitiba/PR.

O primeiro ciclo foi realizado no primeiro semestre deste ano e promoveu muita cura e transformação. Conectadas pela energia do sagrado feminino, trocamos experiências, risos, cantos e muitos laços de amizades.

Este segundo ciclo promete aprofundar ainda mais estes laços. Cada encontro será conduzido por uma guerreira diferente. Juntas, teceremos juntas, um círculo de mulheres em conexão com o Sagrado Feminino:

21/08 – Ritual de Limpeza do útero – com Zankara Pozzoni
28/08 – Reconexão com a Grande Mãe (de sangue, de coração, Mãe Terra) – com Cristina Borba
04/09 – Espirais da Ancestralidade – Ritual guarani numa roda de erva mate – com Audrey Lilian Souza Farah
Datas a definir:
– Chanupa Temática – Pra que sofrer? – com Surati Kiliam Babi Farah
– Comer, beber, viver – Combinação de alimentos na saúde da mulher – com Tâmia Pakari
– O corpo que fala – Dança,tambor e expressão corporal com Dilma Nascimento e Pri Pontes
– Oficina de Confecção de Patuás – com Vanessa Panambi
– A mulher indigena-cultura Yawanawá – com Camila Silva Ribeiro
– Aromaterapia na saúde da mulher-com Aline Reipert
– Reiki xamanico – com Lisiane Siqueira
– Movimento Plante sua Lua – com – Movimentos femininos-Saia de Bici e Marcha das vadias-com Anaterra Viana
– Reiki xamanico-com Lisiane Siqueira
– Movimento Plante sua Lua-com Anna Sazanoff e Surati Kilian Babi Farah

aguardamos todas
de corações abertos
Todas as crianças são bem-vindas! 

Mais informações e inscrições com:
Anna Sazanoff: nayaterapias@hotmail.com
Imagem
Anúncios

Mandala de Troca de Alimentos Orgânicos

Neste último sábado participei de uma mandala de troca de alimentos orgânicos, uma belíssima ideia que vem sendo semeada (pelo que sei) por Marcos Mandala, da Vela Tropa Consciência Planetária.

Pelo facebook, fechamos um grupo de 20 participantes. Cada um ficou responsável por levar o equivalente a R$ 40,00 de um alimento orgânico, preferencialmente produzido em casa ou adquirido diretamente de um produtor.

A intenção é busca do alimento de maior qualidade nutricional, na maior quantidade e com o menor ciclo econômico.

A troca foi celebrada com uma belíssima mandala, com todos os rezos e agradecimentos à mãe terra por estes alimentos sagrados:

Imagem

Então cada tipo de alimento é partilhado igualitariamente, conforme a quantidade disponível estimada por quem o trouxe. A cada sobra, mais uma rodada de divisão é feita. Assim, cada família participante acaba recebendo uma variedade de alimentos orgânicos muito abençoados.

A participação é aberta. Com a chegada de novos interessados, novas mandalas podem ser formadas e centralizadas conforme as vizinhanças.

Em Curitiba – próxima troca no sábado de lua nova de julho: http://www.facebook.com/groups/323497961038191/?fref=ts

Em Garopaba: http://www.facebook.com/groups/417143338335245/?fref=ts

Por todas as nossas relações,

S.

Pomadas Naturais

Há algum tempo venho praticando as lições do mestre dos aromas, Robert Tisserand, de sua obra A Arte da Aromaterapia.

robert-tisserand-a-arte-da-aromaterapia_MLB-F-3592367184_122012

A obra apresenta o mundo dos óleos essenciais com toda a propriedade e cuidado de quem sente a personalidade de cada uma das plantas ali comentadas.

Foi por meio deste livro que encontrei a cura para meus problemas de pele, seguindo as instruções de manufatura de unguentos com óleos vegetais, cera de abelha e óleos essenciais. Hoje em dia, abandonei os hidratantes industrializados.

Neste final de semana, será ministrada uma oficina de Pomadas Naturais em Curitiba/PR, em que serão ensinadas as técnicas de preparo destas medicinas naturais:

pomadas

A oficina acontecerá no aconchego do espaço Naya Terapias Ayurvedicas e será ministrada por Letícia Ribas:

Oficina de Pomadas Naturais

Naya Terapias Ayurvedicas

Rua Padre Germano Mayer, 281, casa 3, Cristo Rei

15/06/2013 às 14h30m

Por todas as nossas relações,

S.

O sazonal

café

Ter calma e olhar aberto é o início do que eu chamo de medicina preventiva.

Para obter frescor na vida e qualidade nos seus dias, risos e amorosidades, há apenas um caminho. Ouvir o seu eu. Incluo aqui o espírito, o corpo e a alma.

Algumas de minhas memórias mais felizes da infância têm algo em comum: a consciência.

Plantar com a ajuda de um sábio pai, aprender a esperar, e a colher o próprio fruto, no seu ponto, é sem dúvida um presente de Deus. Há algo de especial e mágico em viver o tempo certo das coisas.

A diversão é maior. As sensações de explosão de sabor, o som do inverno, a chegada do verão. A luz do sol e um céu absoluto em mim, experimentando o agridoce do morango maduro. O vento intenso e a geada que me recolhe para casa e me faz valorizar os alimentos que precisam dessa bagunça na terra para obter força para crescer.

Assim pode ser em tudo que você fizer na vida. Se alimente de cores, vista o que te agrada, viva calmamente as temporadas e capriche em todos os encontros!

J.

De onde vem os grãos

grãosA história do homem está intimamente ligada à história dos grãos.

Há muito tempo, arqueólogos já encontravam trigo fossilizado junto a ossos humanos.

Os cereais sempre foram alimentos básicos dos nossos antepassados. O esqueleto é a prova imortal de que a vida é um caminho através de paredes e de culturas. É aí que passamos a ver.

O maná que veio do céu. A costela a menos no homem. 

Uma criança se lança totalmente nos braços de quem ela confia. A segurança foi conquistada com amor e educação. Quando ela reconhece, ela descansa, ela espera, e ela ensina o mundo a ser também um filho.

No caminhar da humanidade, não deixamos de ser nômade. De colher os vegetais à medida que encontrávamos, passamos a plantar ordenadamente.

Da maneira que surgia a tentativa de progresso da humanidade na sua evolução social e intelectual, surgia o cultivo. Mas há sempre mais para ver. 

Não deixamos de caminhar porque precisamos alimentar a alma também.

Aprendi a viver um dia após o outro dia, preenchendo o coração com gratidão, acima de tudo. Ao longo de uma estrada, vi a luz do entardecer na plantação que ia surgindo. As cores suaves poliam o céu e o meu rosto. 

Há um tesouro, há sempre um tesouro a ser descoberto à sua frente.

Uma plantação pode dar grãos, mas a chuva, as nuvens, o sol, o trabalho do homem, e todas as forças ligadas ao crescimento dos alimentos, carregam consigo também as preciosas sabedorias.

Trouxe para casa esse sol que se fez tão infinito à minha passagem.

grãos2

J.