Carmel by the Sea

Good Morning!

foto(9)

Há dias, comecei a conversa sobre a Califórnia, já entusiasmada para falar logo sobre Carmel. Carmel é … não tem como sair de Carmel.

De tão bonita, para explicar é melhor começar com “é como se fosse”:

É como se fosse uma vila costeira, de hobbits! É tudo tão lindo e perfeito, que não teve como seguir viagem.

foto(2)

Conhecida no mundo todo, Carmel tem a beleza e a generosidade da natureza: a costa do Pacífico, as areias finas, os afloramentos rochosos, as árvores ciprestes e o verde reluzente dos campos de golfe de Peeble Beach. A pequena Carmel tem cerca de 2,6 quilômetros quadrados, é repleta de boutiques, antiquários, hotéis e restaurantes. Não possui postes de luz, parquímetros e numerações nas casas.

foto(7)

Na década de 80, teve como mayor o ator Clint Eastwood, que tinha um rancho e um restaurante. Antes disso, Carmel foi reduto de músicos, pintores, escritores, como Jack London e George Sterling, e outros artistas que passaram a morar lá depois do terremoto de San Francisco, em 1906.

No romance O Vale da Lua, Jack London descreve essa colônia de artistas.

Apreciamos um vinho num restaurante encantador, enquanto aproveitamos da internet para reservar hospedagem num hotelzinho charmoso que avistamos, através do site tripadvisor, e essa é a grande dica!

Em seguida, jantamos em outro lugarzinho especial. Cogumelos selvagens, colhidos naquela tarde.

foto(8)foto(6)foto

Julia.

Anúncios

Um comentário sobre “Carmel by the Sea

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s